Aguarde por favor...
CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO AMAZONAS
DECRETOS LEGISLATIVOS
EMENDAS CONSTITUCIONAIS
LEIS COMPLEMENTARES
LEIS DELEGADAS
LEIS ORDINÁRIAS
LEIS PROMULGADAS

Publicações Recentes

Ver mais

Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


Decretos Numerados

DECRETO N.° 43.106, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2020

Publicado em 27 de novembro de 2020


LEI Nº 2.520, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1998

ACRESCENTA artigo nas Disposições Finais da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, e dá outras providências.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS

FAÇO SABER a todos os habitantes que a ASSEMBLEIA LEGISLATIVA decretou e eu sanciono a presente

                                                                                   LEI:           

Art. 1º Ficam acrescidas de um artigo as Disposições Finais da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, com a seguinte redação:

“Art. 31. O Fundo de Fomento ao Turismo e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas - FTI, poderá também, excepcionalmente, no período de dezembro de 1998 a janeiro de 1999, ser aplicado em custeio, inclusive os recursos disponíveis e não comprometidos”.

Art. 2º Fica renumerado o anterior artigo da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, que institui regimes especiais de tributação.

Art. 3º A partir do exercício de 1999, os recursos correspondentes às dotações orçamentárias destinadas aos órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público não poderão exceder os limites dos respectivos orçamentos, tendo por base os seguintes percentuais, quanto aos repasses em duodécimos incidentes sobre o total das receitas tributárias líquidas: para o Legislativo, até 6,2%, sendo para a Assembleia Legislativa, 3,5%; e, para o Tribunal de Contas do Estado, 2,7%; para o Judiciário, 5,5%; e, para o Ministério Público, até 2,6%.

Parágrafo único. Para o cumprimento deste artigo, os órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público, no prazo de até 90 dias, adequar-se-ão seus gastos às disponibilidades dos respectivos orçamentos, de modo e não ultrapassarem os limites previstos.

Art. 4º Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

GABINETE DO GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, em Manaus, 23 de dezembro de 1998.

AMAZONINO ARMANDO MENDES

Governador do Estado

ALUÍZIO HUMBERTO AIRES DA CRUZ

Secretário de Estado de Chefe da Casa Civil

ALFREDO PAES DOS SANTOS

Secretário de Estado da Fazenda

Este texto não substitui o publicado no DOE de 23 de dezembro de 1998.

LEI Nº 2.520, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1998

ACRESCENTA artigo nas Disposições Finais da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, e dá outras providências.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS

FAÇO SABER a todos os habitantes que a ASSEMBLEIA LEGISLATIVA decretou e eu sanciono a presente

                                                                                   LEI:           

Art. 1º Ficam acrescidas de um artigo as Disposições Finais da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, com a seguinte redação:

“Art. 31. O Fundo de Fomento ao Turismo e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas - FTI, poderá também, excepcionalmente, no período de dezembro de 1998 a janeiro de 1999, ser aplicado em custeio, inclusive os recursos disponíveis e não comprometidos”.

Art. 2º Fica renumerado o anterior artigo da Lei nº 2.390, de 8 de maio de 1996, que institui regimes especiais de tributação.

Art. 3º A partir do exercício de 1999, os recursos correspondentes às dotações orçamentárias destinadas aos órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público não poderão exceder os limites dos respectivos orçamentos, tendo por base os seguintes percentuais, quanto aos repasses em duodécimos incidentes sobre o total das receitas tributárias líquidas: para o Legislativo, até 6,2%, sendo para a Assembleia Legislativa, 3,5%; e, para o Tribunal de Contas do Estado, 2,7%; para o Judiciário, 5,5%; e, para o Ministério Público, até 2,6%.

Parágrafo único. Para o cumprimento deste artigo, os órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público, no prazo de até 90 dias, adequar-se-ão seus gastos às disponibilidades dos respectivos orçamentos, de modo e não ultrapassarem os limites previstos.

Art. 4º Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

GABINETE DO GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, em Manaus, 23 de dezembro de 1998.

AMAZONINO ARMANDO MENDES

Governador do Estado

ALUÍZIO HUMBERTO AIRES DA CRUZ

Secretário de Estado de Chefe da Casa Civil

ALFREDO PAES DOS SANTOS

Secretário de Estado da Fazenda

Este texto não substitui o publicado no DOE de 23 de dezembro de 1998.